Políticas de Segurança Alimentar do MA são destaques em encontro promovido pelo MDS

[rrssb buttons="whatsapp, facebook, linkedin, twitter, gplus, email"]

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), teve sua atuação destacada na área da Segurança Alimentar, durante a realização do 10º Encontro das Câmaras Intersetoriais de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), promovido, nas quinta (21) e sexta-feira (22), pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), em Brasília. Técnicos da Sedes participaram do evento e apresentaram as políticas estaduais de combate à fome, contribuindo de forma significativa com o debate proposto no Encontro.

O Maranhão foi apontado como um dos estados que mais apresentaram avanços na aquisição dos equipamentos de modernização das Centrais de Distribuição de Produtos da Agricultura Familiar, uma vez que o estado licitou com celeridade todos os materiais necessários para a melhoria da política no Maranhão, estando já na fase de assinatura dos contratos com as empresas vencedoras do processo licitatório. O destaque foi mencionado durante o painel que tratou das estratégias para inauguração das Unidades de Apoio e Distribuição de Alimentos da Agricultura Familiar (Uadaf). Outro destaque importante dado ao Maranhão no evento foi o fato de o estado já ter o seu Plano de Segurança Alimentar e Nutricional elaborado.

O 10º Encontro das Câmaras Intersetoriais de Segurança Alimentar e Nutricional teve como objetivos debater a estratégia atual da política de distribuição de alimentos a grupos populacionais específicos e discutir a construção de um Pacto Federativo para Promoção da Alimentação Adequada e Saudável, a fim de que seja formalizado um acordo para que os governos estadual e federal se comprometam a desenvolver ações voltadas à promoção e ao acesso a alimentos nutricionalmente adequados. A partir da adesão ao pacto, os estados e municípios vão poder formular e executar suas políticas de forma mais integrada e promover o acompanhamento, o monitoramento e a avaliação da situação de alimentação e nutrição local.

No evento, o Maranhão participou de forma significativa no processo de discussão dos encaminhamentos, propondo, inclusive, a inserção de item no Pacto Federativo, que sugere a consideração de cada fase do ciclo de vida dos indivíduos na promoção do consumo alimentar adequado. O pacto será desenvolvido no âmbito do Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan), que articulará ações de Educação Alimentar e Nutricional (EAN), envolvendo, também, nesse processo as áreas de saúde, agricultura, educação, que compõem a intersetorialidade das ações do Sisan.

De acordo com a secretária adjunta de Segurança Alimentar e Nutricional da Sedes e secretaria executiva da Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional do Maranhão (Caisan-MA), Lourvidia Caldas, os trabalhos apresentados no 10º Encontro foram de fundamental importância para subsidiar os estados na consolidação do Sistema Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional/Sisan, assim como para a organização das conferências municipais e a estadual de Segurança Alimentar.

“Com certeza, a partir desse Encontro, os gestores têm agora subsídios suficientes para capacitar e orientar os municípios na instalação dos Sistemas Municipais de Segurança Alimentar e Nutricional e avançar significativamente na política de Segurança Alimentar”, enfatizou Lourvidia Caldas.

No Maranhão, o fortalecimento da política de Segurança Alimentar nos municípios se torna ainda mais fundamental pelo plano de instalação de Cozinhas Comunitárias que está sendo executado pela Secretaria de Desenvolvimento Social. Ainda este ano, 30 Cozinhas Comunitárias começarão a ser instaladas nos municípios incluídos no Plano de Ações ‘Mais IDH’, oferecendo às comunidades em vulnerabilidade social condições adequadas de alimentação a baixo custo, além de atendimento nutricional, psicológico e de assistência, capacitação culinária e atividades físicas e culturais.